Rodovia

Depto Financeiro | 64 3495-8106

Secretaria | 64 3495-8119

Fisioterapia

FAÇA FISIOTERAPIA

O Curso de Fisioterapia da Unicerrado tem o objetivo de formar um profissional generalista, crítico, apto a adquirir e produzir conhecimento técnico-científico e habilidades para executar ações efetivas no seu campo de atuação e consciente da importância e da dimensão social de seus atos perante a comunidade, com uma visão ampla e global, fundamentada no respeito aos princípios éticos/bioéticos, morais e culturais do indivíduo e da coletividade.

Me informe mais sobre este curso

INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO

Duração

5 anos

10 semestres

Turno

Noturno

Tempo de Integralização

Mínimo
5 anos
Máximo
8 anos

Valor do Curso

R$ 914,69

*10% de desconto por pontualidade

O Unicerrado (antiga Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Goiatuba – FAFICH), mantida pela Fundação de Ensino Superior de Goiatuba (FESG) é uma Instituição de ensino superior municipal com sede em Goiatuba (Goiás), fundada por lei em 1985. A Instituição foi credenciada por meio do Decreto No. 5.232, de 15/05/2000, tendo sido recredenciada pelo Parecer No. 17/2011 e Decreto No. 7.435/2011. Foi transformada em Centro Universitário em 2017, pelo decreto estadual No. 9.215, de 02 de maio de 2018. Em 2017, por força do Decreto No. 8.889, de 15 de fevereiro, o Governo do Estado de Goiás altera o Decreto No. 8.396, de 25 de junho de 2015, e credencia a Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Goiatuba, até 2020, como Centro Universitário, denominado de Centro Universitário de Goiatuba – UNICERRADO. Em 2018, o Decreto Nº. 9.215, de 02 de maio de 2018 altera o Decreto Nº. 8.889, de 15 de fevereiro de 2017, em especial, no seu art. 1º a fim de considerar a Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Goiatuba – FAFICH, recredenciada até 31 de dezembro de 2020, como Centro Universitário de Goiatuba – UNICERRADO.

O atual Centro Universitário de Goiatuba – UNICERRADO é uma Instituição de Ensino Superior (IES) jurisdicionada ao Sistema Educativo de Goiás por meio do Conselho Estadual de Educação (CEE) nos termos da Lei Complementar Estadual No. 26/1998 e  Resolução No. 03/2016 do CEE/GO.

O Curso de Graduação de Fisioterapia da UNICERRADO foi autorizado para funcionamento através da Portaria nº 1406, de 05 de julho de 2010, em regime de matrícula semestral, por disciplina, com 50 vagas e turno de funcionamento noturno.

Tais informações estão disponíveis para consulta pública no site oficial do MEC, através do sistema e-MEC.

Dentre as diversas graduações em nível superior, o curso de Fisioterapia possui destaque, relacionado à sua importância e interação com a vida do ser humano. 

A responsabilidade social do curso de Fisioterapia tem seu valor agregado ao Projeto Pedagógico Institucional (PPI) da UNICERRADO, e está presente na dinâmica curricular, com a visão de formar recursos humanos comprometidos com o processo de formação de profissionais socialmente responsáveis, aptos a desenvolver ações que colaborem com a inclusão e atendimento social.

A Coordenação e o corpo docente do Curso de Fisioterapia da UNICERRADO, em consonância com a filosofia institucional, pretendem consolidar os objetivos de formar um profissional generalista, crítico, apto a adquirir e produzir conhecimento técnico-científico e habilidades para executar ações efetivas no seu campo de atuação e consciente da importância e da dimensão social de seus atos perante a comunidade, com uma visão ampla e global, fundamentada no respeito aos princípios éticos/bioéticos, morais e culturais do indivíduo e da coletividade.

Os objetivos específicos do curso são:

  • Desenvolver no aluno e futuro profissional a habilidade de comunicação, sendo acessível ao outro, capaz de ultrapassar as barreiras culturais, compreender e ser compreendido por diferentes pessoas, grupos ou comunidades.
  • Habilitar o aluno a avaliar, prescrever, ministrar e supervisionar terapia física, que objetive prevenir, preservar, desenvolver ou restaurar a integridade de órgãos, sistemas ou funções do corpo humano, utilizando-se de meios termoterápicos, hidroterápicos, cinesioterápicos, eletroterápicos e outros meios físico-naturais, nos diversos campos de atuação em que se fizer necessário.
  • Estimular o raciocínio crítico do aluno de graduação frente à realidade de uma população dotada de toda sua complexidade social, econômica e cultural e que necessita de atenção fisioterapêutica, fazendo-o identificar seus problemas e propor soluções.
  • Propiciar ao aluno a compreensão do processo de trabalho em saúde, inserindo-o na equipe de trabalho e estimulando sua participação em atividades multiprofissionais.
  • Capacitar o aluno a desenvolver, executar e acompanhar programas de saúde segundo diretrizes de um planejamento estratégico.
  • Habilitar o aluno a trabalhar com os indicadores de qualidade de vida, incapacidade, funcionalidade, utilizando-se da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF), proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
  • Desenvolver a habilidade de prestar esclarecimentos, dirimir dúvidas e orientar o indivíduo e seus familiares, na sequência do processo terapêutico, mantendo a confidencialidade das informações.
  • Desenvolver atividades de socialização do saber técnico-científico na área, através de aulas, palestras e conferências, além de acompanhar e incorporar inovações tecnológicas, pertinentes à sua vida profissional.
  • Manter controle e espírito crítico, através do rigor científico, sobre a eficácia dos recursos tecnológicos e terapêuticos, pertinentes à atuação fisioterapêutica, garantindo sua qualidade e segurança.
  • Desenvolver a habilidade para a produção e o desenvolvimento de pesquisa científica, desde sua elaboração como projeto, sua execução, análise dos dados, e finalmente a elaboração de um texto, seguindo o rigor da ciência.
  • Preparar o aluno para desempenhar atividades de planejamento, organização e gestão de serviços de saúde públicos ou privados, além de prestar consultoria no âmbito de sua competência profissional.

Um dos órgãos ligados ao Ministério da Educação (MEC) é o INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Este órgão do Governo Federal avalia o ensino superior. Os resultados dessa avaliação são publicados em três índices, explicados abaixo.

O primeiro é o IGC, índice Geral de Cursos, cuja nota varia de zero a cinco e reflete a qualidade de todos os cursos da Instituição, em geral. Conforme última avaliação, realizado pelo o IGC, o curso do Unicerrado é classificado com nota 3.

O segundo é o ENADE, Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, que avalia trienalmente os cursos individualmente através da aplicação de uma prova para os concluintes, cuja nota varia de zero a cinco. É importante observar que a quantidade de alunos que são avaliados é ínfima diante da quantidade de alunos do curso, de modo que apenas 5% dos alunos, aproximadamente, fazem essa prova, e o resultado é atribuído dedutivamente à todo curso, segundo a metodologia do INEP.

O terceiro é o CPC, Conceito Preliminar de Curso, uma avaliação mais ampla, que leva em conta o desempenho dos alunos, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos e o corpo docente. A nota, que é individual de cada curso, variando de zero a cinco.

Todos os professores do UniCerrado são servidores públicos. Os efetivos são professores de carreira, com estabilidade, aprovados em concurso público de provas e títulos, composto de 3 etapas: prova escrita, prova oral e prova de títulos. Os temporários são os professores aprovados em processo seletivo simplificado, composto de duas etapas: prova oral e prova de títulos. Dessa forma, como Instituição pública, o UniCerrado tem o privilégio de possuir um corpo docente aprovado em seleções públicas por meritocracia, o que contribui para a qualidade do ensino, pesquisa, extensão e administração.

Nominata professores

O Currículo do Curso de Graduação de Fisioterapia do UNICERRADO está de acordo com os critérios estabelecidos pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, cumprindo com o objetivo da formação do profissional fisioterapeuta capaz de desenvolver ações de atenção à saúde, de tomar decisões inerentes a sua profissão, garantindo a qualidade do serviço prestado, com habilidade de comunicação, liderança no trabalho em equipe, administração e gerenciamento das suas atividades profissionais, está organizado em disciplinas de progressivo grau de complexidade, organizadas na sua Matriz Curricular, onde são evidenciados os conteúdos à vista do desenvolvimento das competências e habilidades, que têm como objeto de trabalho o núcleo de matérias de formação básica, social e profissionalizante.

1.1 Coerência do currículo com os objetivos do curso

A Direção do Curso de Graduação em Fisioterapia do UNICERRADO, em reuniões com o Núcleo Docente Estruturante, direciona a adequação do ementário das disciplinas para os objetivos do curso, respeitando a dinamicidade e flexibilização do processo de ensino/aprendizagem, sempre respeitando às Diretrizes Curriculares para os cursos de graduação em Fisioterapia, emanadas da Resolução CNE/CES no4, de 19 de fevereiro de 2002.

Diante da necessidade de assegurar que o projeto curricular apresente as características emanadas dos pareceres elaborados pelo Ministério da Educação, levando em consideração os princípios da flexibilidade, crítica, integração curricular, a dinamicidade do processo educacional, e os objetivos do curso, frequentemente a matriz curricular do Curso é reavaliada.

O processo, portanto, de elaboração e reavaliação do projeto curricular tem participação direta do Núcleo Docente Estruturante e professores do curso voluntários, quando são elaboradas as ementas, programas e cronogramas das disciplinas, obedecendo ao nível de complexidade de construção do conhecimento. Essa experiência de construção coletiva das disciplinas caracteriza-se por uma prática de ensino voltada para a ampliação dos limites disciplinares, com vista à construção do conhecimento verdadeiramente direcionada às necessidades do egresso, frente às suas responsabilidades sociais, uma vez que os professores estão diretamente em contato com as distintas exigências da dinamicidade do processo educacional.

Como plano pedagógico de estruturação do conhecimento elementar para o profissional da área da saúde, o projeto curricular está estruturado em disciplinas divididos em cinco eixos principais, de forma que os conteúdos curriculares integrem o ensino, a pesquisa e a extensão garantindo a interdisciplinaridade no processo de formação do aluno. Tais segmentos se dividem em: Eixo I: O Ser Humano em sua Dimensão Biológica; Eixo II: O Ser Humano e sua Inserção Social e Humanística; Eixo III: Aproximação á Prática em Saúde; Eixo IV: Aproximação a uma Prática Específica em Saúde e Conhecimentos Biotecnológicos;

Eixo V: O Ser Humano na Realidade do Campo de Atuação Profissional, e que seguem explanados:

Eixo 1:      O Ser Humano em sua Dimensão Biológica: Este eixo trabalha os temas biológicos da área de Saúde de forma integrada e crescente em complexidade. o qual reúne o conteúdo disciplinar de Biologia Celular e Histologia, Bioquímica, Biofísica, Anatomia Humana, Neuroanatomia, Anatomia Palpatória, Cinesiologia,  Neurofisiologia, Fisiologia Humana, Patologia Geral e Farmacologia. São objetivos deste eixo entender as bases celulares, moleculares e a interação dos diferentes sistemas do organismo; habilitar os profissionais em formação a discutir de forma abrangente e multidisciplinar a relevância dos processos biológicos nas diferentes doenças; demonstrar que vários tratamentos para diferentes patologias têm origem no estudo das alterações moleculares, bioquímicas e celulares dos tecidos; compreender que o organismo funciona como unidade e que os diferentes sistemas interagem de modo a garantir a saúde e a qualidade de vida; capacitar o aluno em atividades relacionadas à pesquisa científica (Iniciação Científica).

Eixo 2:      O Ser Humano e sua Inserção Social e Humanística: Este Projeto Pedagógico tem como pontos de partida a compreensão da formação em saúde como um processo de práticas sociais, permeado pelas concepções de saúde, adoecimento, condicionantes históricos, abrangendo diferentes dimensões da produção da vida humana (educação, trabalho, condições de vida, subjetividade, relações sociais). Os compromissos assumidos com a formação em saúde ancoram-se em uma compreensão das Ciências Humanas e Sociais em uma perspectiva que rompe com um caráter instrumental e/ou acessório dos conteúdos e metodologias próprias desses campos científicos, envolvendo-se na construção da reflexão crítica sobre as práticas em saúde a partir do olhar do cuidado, do trabalho, das relações sociais, das condições de produção de vida nas sociedades. Este eixo tem como objetivos, formar o aluno para compreender o surgimento das ciências humanas como área de conhecimento, e sua relação com a área da saúde e para utilizar, teórica e metodologicamente, o instrumental das diferentes áreas do conhecimento das ciências humanas na saúde. Como segmento para este eixo apresenta-se as seguintes disciplinas: Comunicação e Expressão, Sociologia, Filosofia Clínica e Anamnese, Ética e Bioética, Saúde Coletiva e Epidemiologia e Bioestatística.

Eixo 3:      Aproximação á Prática em Saúde: As práticas profissionais predominantes no campo da saúde são centradas em uma lógica de procedimentos técnico-instrumentais, voltadas para identificar e reparar uma alteração/lesão/ doença, um “fato objetivo”. Como consequência tem uma percepção reduzida e limitada das necessidades de atenção/cuidado dos indivíduos e populações. O trabalho em equipe, em geral, se resume à somatória de trabalhos parciais e parcelados, com perda da eficácia e dificuldades para escutar, estabelecer vínculos e ofertar uma atenção integral. Este Projeto Pedagógico tem como ênfase a educação interprofissional e interdisciplinar à formação de profissionais de saúde, comprometida com atuações consistentes, críticas e potencialmente transformadoras da realidade social. Estão previstas as seguintes disciplinas: Noções e Cuidados e Socorros Urgentes, Fundamentos de Fisioterapia, Psicologia do Desenvolvimento, Psicomotricidade, Metodologia Científica, Pesquisa Científica e Trabalho de Conclusão de Curso.

Eixo 4:      Aproximação a uma Prática Específica em Saúde e Conhecimentos Biotecnológicos: Desenvolvido desde o inicio do curso, de maneira progressiva e respeitando a autonomia do aluno, este eixo aborda as questões especificas do curso de Fisioterapia proposto, que propõe a observação e a discussão da prática profissional, áreas de atuação, aspectos históricos da profissão e conteúdos específicos de introdução às áreas de atuação nos Estágios. Concentram-se neste eixo: Fundamentos de Fisioterapia, Recursos Terapêuticos Manuais (RTM), Cinesiologia, Fisiologia do Exercício, Eletrofototermoterapia, Noções de Nutrição e Metabolismo, Fisioterapia Postural, Cinesioterapia, Prótese e Órtese, Técnicas de Avaliação em Fisioterapia, Exames Complementares, Fisioterapia Aplicada á: Pediatria, Traumatologia e Ortopedia, Neurologia, Cardiologia, Pneumologia, Hospitalar, Saúde Coletiva, Uroginecologia e Obstetrícia, Reumatologia e Dérmato-Funcional.

Eixo 5:      O Ser Humano na Realidade do Campo de Atuação Profissional: Neste eixo faz-se realizar o Estágio Supervisionado de Observação, que por sua vez constitui-se em atividade extracurricular que permite aprofundar as relações do processo de formação com o processo de trabalho em saúde. É um momento da aprendizagem no qual o acadêmico toma contato prévio com a realidade do campo de atuação profissional. Tem por objetivo oferecer aos acadêmicos do curso de Fisioterapia oportunidades de realizar atividades práticas de observação supervisionadas, em todas as áreas de estágios oferecidas pelo curso. Proporcionar a interação entre vários setores de atendimento e disponibilizar aos acadêmicos de fisioterapia, estágio de observação em horários alternativos, durante o ano letivo e também nas férias.

PROF. ME. VICTOR FERNANDO COUTO
Gestão 2020-2021

Graduação: Fisioterapia. Mestre em Ciências da Saúde, UFSCar/2011, pós graduado em ventilação mecânica pelo HNSL (2012), pós graduação em osteopatia completa pela EBRAFIM (2017). Ministra as disciplinas de neuroanatomia, neurofisiologia, patologia geral, exames complementares e fisioterapia aplicada a cardiologia, fisioterapia aplicada a respiratória e Fisioterapia hospitalar. Doutorando em gerontologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB).

GALERIA DE FOTOS

Rolar para cima